Número de adolescentes baleados aumentou 8%

A plataforma de dados sobre violência armada Fogo Cruzado registrou 1.273 tiroteios/disparos de arma de fogo no grande Recife em 2020. No total, 1.408 pessoas foram baleadas, destas 80 eram adolescentes: 48 deles morreram e 32 ficaram feridos. Em comparação com o mesmo período de 2019, o número de adolescentes baleados (74) aumentou 8% – mesmo com a pandemia. 

Dentre os 80 adolescentes baleados, havia 10 mulheres – destas, 3 morreram e 7 ficaram feridas.

Bala perdida

Do total de vítimas este ano, 7 adolescentes foram atingidos por balas perdidas – 1 deles morreu. Em comparação com o mesmo período de 2019, quando 1 adolescente foi  ferido por bala perdida, houve aumento de  600% no número de adolescentes baleados.

Entre as vítimas deste ano está um adolescente de 13 anos, que foi atingida por bala perdida enquanto brincava na praça do Morro da Conceição, no Recife, no dia 15 de setembro. 

Perigo em casa

Mesmo diante as medidas de isolamento decretadas por conta do novo coronavírus, ficar em casa não tem sido garantia de segurança para todos. Do total de adolescentes baleados no Grande Recife (80), 5 foram atingidos dentro de casa – 4 deles morreram. Uma delas, uma adolescente de 16 anos, foi morta a tiros e seu namorado, José Matheus, de 19 anos, ficou ferido. O caso aconteceu na rua Apogeu, no Alto da Conquista, em Olinda, no dia 06 de setembro.  

Quarentena

Dos 80 adolescentes baleados, 58 foram vitimados no período da quarentena (de 21 de março a 21 de setembro): houve 34 mortos e 24 feridos.

Municípios com mais adolescentes baleados 

Recife foi o município que concentrou o maior número de adolescentes baleados: foram 17 mortos e 10 feridos. Em seguida vem Jaboatão dos Guararapes, com 11 mortos e 5 feridos, e Cabo de Santo Agostinho, com 3 mortos e 5 feridos.

*Com idade entre 12 anos até 18 anos incompletos

* Com idade entre 12 anos até 18 anos incompletos

Deixe um Comentário





dois × 5 =