Tiroteios em shoppings e em decorrência de roubos de carga caíram em 2018

Em 2018, o laboratório de dados sobre violência armada Fogo Cruzado, registrou 6 casos de tiroteios/disparos de armas de fogo em shoppings da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, três vezes menos que o registrado em 2017, quando houve 20 casos.

Em 2018 os tiros nestes estabelecimentos comerciais deixaram 1 morto e 4 feridos. Já em 2017, foram 5 mortos, dentre eles, 3 agentes de segurança e 8 feridos, 2 deles, agentes.

O caso mais recente ocorreu no dia 23 de novembro, no estacionamento do Park Shopping Campo Grande, no bairro da Zona Oeste do Rio. Uma mulher foi baleada por volta das 22h30 de uma sexta-feira, no momento em que deixava o centro comercial. A vítima foi atingida no rosto.

No momento dos disparos, houve pânico entre os frequentadores do shopping, que tentaram se proteger se jogando no chão do estacionamento.


Clientes ficaram em pânico com os tiros disparados – Reprodução / Internet

 

Tiros decorrentes de roubos de carga também registram queda

Apesar de ainda expressivo, o número de tiroteios decorrentes de roubos de carga caiu em 2018 em relação à 2017: Foram 31 casos, deixando 4 pessoas feridas – 3 deles policiais militares – e 1 morto no ano passado e o dobro no anterior: 61 tiroteios, com 16 mortos e 31 feridos.

Os municípios do Grande Rio que mais registraram tiros decorrentes de roubos de carga em 2018 foram Rio de Janeiro (13), São Gonçalo (7), Niterói (3), Mesquita (2) e Belford Roxo (2).

O caso mais recente ocorreu no dia 29 de dezembro, na comunidade da Palha Seca, em Tribobó, São Gonçalo – Leste Metropolitano. Um caminhão foi roubado na manhã daquele sábado e 3 funcionários do frigorífico foram feitos reféns. Segundo eles, pelo menos 2 homens participaram do roubo seguido de sequestro e houve tiroteio com a chegada de policiais militares na região. Em seguida, os homens fugiram abandonando o veículo e os reféns foram liberados.

Com o fim da intervenção, o Observatório da Intervenção – do qual o Fogo Cruzado faz parte – constatou uma queda de 15% no número de roubos de carga no estado em relação ao mesmo período (10 meses) de 2017.


Caminhão frigorífico foi recuperado na comunidade da Palha Seca, em Tribobó
Foto: Divulgação/PM

Clique aqui e acesse o relatório com dados completos sobre 2018.

Deixe um Comentário





doze − 2 =