Vítimas vão desde crianças a policiais militares

Entre domingo (13) e sábado (19), a plataforma Fogo Cruzado mapeou 69 tiroteios/disparos de armas de fogo no Grande Rio. Durante esses tiroteios, 33 pessoas foram baleadas13 delas morreram. Além das vítimas, os tiroteios também afetaram a circulação de trens e vias: na manhã de segunda, um tiroteio durante ação policial no Gramacho, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, chegou a interromper por alguns minutos a circulação dos trens no ramal Saracuruna. Já na tarde de sábado, um intenso tiroteio na Cidade Alta, na zona norte do Rio, interrompeu o trânsito na Av. Brasil. O tiroteio aconteceu após um PM de folga entrar por engano na favela da Cidade Alta e ser atacado por traficantes da região. A polícia militar foi acionada para resgatar o agente e a ação terminou com 1 morto e 1 ferido

Vítimas

As vítimas da violência armada durante a semana no Grande Rio vão desde crianças (idade inferior a 12 anos) a policiais militares. Num período de três dias, 2 crianças foram baleadas na região: uma criança de 3 anos foi atingida por bala perdida em Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, na segunda. Já na quinta, um criança de 7 anos foi baleado num ataque a tiros na Vila São Luís, em Nova Iguaçu. 

Na semana que atingiu a marca de 100 agentes de seguranças baleados, o Grande Rio teve 5 agentes vítimas – 1 deles morreu. O 100° agente baleado foi um cabo da PM do 12º BPM (Niterói), atingido no pé durante tiroteio no Morro do Palácio, no Ingá, na manhã de quinta. Depois dele, outros 3 agentes foram baleados.

Além de crianças e PMs, o enfermeiro Luiz Otávio Silva, de 27 anos, também foi vítima da violência armada na região: ele foi baleado na cabeça durante assalto a um ônibus na Av. Brasil, na altura de Guadalupe, zona norte do Rio, na última terça. Luiz foi internado e teve o protocolo de morte cerebral iniciado na quinta.

Municípios

O Rio foi a cidade que mais teve baleados nesta semana: foram 13 – destes, 6 morreram. Em seguida, ficaram São Gonçalo (10), Nova Iguaçu (4), Duque de Caxias (3), Belford Roxo (2) e Niterói (1).

Bairros

Entre os 5 bairros com mais baleados, Marambaia, em São Gonçalo, Lins de Vasconcelos, na zona norte do Rio e Vila São Luís, em Nova Iguaçu, tiveram 3 baleados cada. São José, em Belford Roxo, e Guadalupe, na zona norte do Rio, completaram com o ranking, com 2 baleados cada.

Deixe um Comentário





19 + dezenove =