Segundo dados do Instituto Fogo Cruzado, 21 pessoas foram baleadas dentro de residências

O levantamento de setembro do Instituto Fogo Cruzado mostrou aumento de 11% de baleados dentro de casa em comparação com o mesmo período de 2020. Ao todo, 21 pessoas foram baleadas, delas, 18 morreram. No mesmo período de 2020, houve 19 baleados em casa, 15 mortos e quatro feridos. Entre as vítimas atingidas em residências, os homens foram maioria, representando 76% dos baleados.

Setembro também foi o mês que alcançou a triste marca de 200 baleados dentro de casa em 2021. No ano passado, este número aconteceu em 1º de dezembro, quase dois meses depois.

Acerto de contas é uma das razões que levou parte destas vítimas a serem baleadas dentro de casa. Segundo Edna Jatobá, coordenadora local do Instituto Fogo Cruzado em Pernambuco, “as pessoas não vão parar de matar por conta da pandemia. Esses crimes continuam, elas passam a procurar essas vítimas agora dentro de casa”.

Setembro em dados

O Instituto Fogo Cruzado mapeou 151 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife em setembro. O número de casos foi 10% maior que o registrado no mesmo mês em 2020, quando houve 137 ocorrências.

No total, 161 pessoas foram baleadas, 101 morreram e 60 ficaram feridas. O número de atingidos foi quase igual ao mapeado em setembro de 2020, quando houve 162 vítimas. Porém, o número de mortos foi 10% maior e o de feridos 14% menor. Dos 162 baleados, 92 morreram e 70 ficaram feridos.

As datas mais afetadas pela violência armada em setembro foram dia 12, que concentrou o maior número de tiroteios, de mortos e de feridos. Dados apontam para 15 tiroteios/disparos de arma de fogo somente neste dia, que deixaram 11 mortos e 6 feridos.

Neste ano, dos 151 tiroteios em setembro, 64% deles (97) deixaram mortos, 33% deles (50) tiveram feridos e somente em 7% deles (11) não houve vítimas.

O mapa da violência

Entre os municípios da Região Metropolitana do Recife, os cinco mais afetados pela violência armada foram:

  • Recife: 59 tiroteios, 35 mortos e 24 feridos
  • Cabo de Santo Agostinho: 29 tiroteios, 23 mortos e 10 feridos
  • Jaboatão dos Guararapes: 25 tiroteios, 17 mortos e 12 feridos
  • Olinda: 8 tiroteios, 6 mortos e 2 feridos
  • Ipojuca: 7 tiroteios, 4 mortos e 3 feridos

Os bairros da Região Metropolitana mais afetados:

  • Ponte dos Carvalhos – Cabo de Santo Agostinho: 7 tiroteios, 5 mortos e 2 feridos
  • Garapu – Cabo de Santo Agostinho: 4 tiroteios, 5 mortos e 2 feridos
  • São Francisco – Cabo de Santo Agostinho: 4 tiroteios e 4 mortos
  • Vasco da Gama – Recife: 4 tiroteios, 3 mortos e 1 ferido
  • Pina – Recife: 4 tiroteios, 2 mortos e 3 feridos

Retrato das vítimas

  • Dos 101 mortos na Região Metropolitana do Recife em setembro, 90% deles (91) eram homens e 10% (10) eram mulheres. Dos 60 feridos, 87% (52) eram homens e 13% (8) eram mulheres.
  • Houve 4 casos de homicídios múltiplos* que deixaram oito mortos no total (seis homens e duas mulheres). No mesmo período de 2020, houve cinco casos que deixaram 11 mortos (10 homens e uma mulher).
  • Em setembro, uma criança (com menos de 12 anos), 11 adolescentes (entre 12 anos e 18 anos incompletos) e um idoso foram baleados no Grande Recife. Destes, quatro adolescentes e um idoso morreram. No mesmo período de 2020, uma criança, nove adolescentes e quatro idosos foram baleados, dos quais cinco adolescentes e dois idosos morreram.
  • Duas pessoas foram vítimas de bala perdida** e sobreviveram. No mesmo período de 2020, houve nove vítimas e três delas morreram.
  • Um motorista de aplicativo foi morto a tiros e no mesmo período de 2020 não houve registro de casos.
  • Três vendedores ambulantes foram baleados e dois deles morreram. No mesmo período de 2020, um vendedor foi morto a tiros.
  • Não houve baleados dentro de presídios em setembro deste ano. No mesmo período de 2020, houve três baleados: um morreu.
  • Uma pessoa também foi morta a tiros dentro de um bar, no mesmo período de 2020 houve 12 vítimas nesses espaços e metade morreu.
  • Não houve agentes de segurança baleados***. Em setembro de 2020, foram três baleados: um deles morreu.
  • Um mototaxista foi ferido por disparos de arma de fogo em setembro. No mesmo período de 2020 foram dois mototaxistas mortos a tiros.

Acumulado do ano

De janeiro a setembro foram 1.287 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife. Levantamento feito pelo Instituto Fogo Cruzado mostrou que, ao todo, 1.404 pessoas foram baleadas, 952 morreram e 452 ficaram feridas. No mesmo período de 2020, os 1.317 tiroteios deixaram 1.455 baleados – 880 mortos e 575 feridos. Apesar da violência ainda ser constante e igualmente assustadora em relação ao ano passado, houve queda de 2% nos tiroteios, 21% nos feridos, mas um aumento de 8% nos mortos. 

SOBRE O FOGO CRUZADO

O Instituto Fogo Cruzado usa tecnologia para produzir e divulgar dados abertos e colaborativos sobre violência armada, fortalecendo a democracia através da transformação social e da preservação da vida. 

Com metodologia própria e inovadora, o laboratório de dados da Instituição produz mais de 20 indicadores inéditos sobre violência nas regiões metropolitanas do Rio, do Recife e, em breve, em mais cidades brasileiras.

Por meio de um aplicativo de celular, o Fogo Cruzado recebe e disponibiliza informações sobre tiroteios, checadas em tempo real. Elas estão disponíveis no único banco de dados aberto sobre violência armada da América Latina, que pode ser acessado gratuitamente pela API do Instituto.

* Homicídios múltiplos: eventos onde há 2 ou mais mortos civis em uma mesma situação – mesmo que o motivo dos disparos seja outro, como: assalto, ataque, operação etc (SSP de SP). 

** “Vítima de bala perdida”: a pessoa que não tinha nenhuma ligação, participação ou influência sobre o evento no qual houve disparo de arma de fogo, sendo, no entanto, atingida por projétil (ISP).

*** Agentes de segurança incluem policiais civis, militares, federais, guardas municipais, agentes penitenciários, bombeiros e militares das forças armadas – na ativa, na reserva e reformados.

Deixe um Comentário





cinco − 5 =