Skip to content

Baixe o app

Seja um doador para o fogo cruzado

Mapa Recife

Relatório Semestral: Abril – Setembro 2018

Em seis meses de funcionamento, o Laboratório de Dados sobre violência armada Fogo Cruzado registrou 745 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife, uma média de 4 ocorrências por dia, com um total de 561 mortes e 273 feridos.O mês de julho foi o mais violento da série, totalizando 139 tiroteios/disparos de arma de fogo que resultaram em 114 mortos e 54 feridos. Recife é a cidade com maior número de registros de tiroteios/disparos de arma de fogo (265), seguida por Jaboatão dos Guararapes (96) e Cabo de Santo Agostinho (66).

Entre abril e setembro de 2018 o Datalab Fogo Cruzado, registrou 745 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife, resultando em 561 mortos e 273 feridos. Em 65 delas houve presença de agentes de segurança pública. A capital pernambucana liderou o ranking de municípios com maior número de notificações (265), de mortos (173) e de feridos (117). Em seguida estão os municípios de Jaboatão dos Guararapes, com 96 notificações (78 mortos e 26 feridos); Cabo de Santo Agostinho, com 66 notificações (67 mortos e 26 feridos); Olinda, com 65 (42 mortos e 34 feridos) e Igarassu, com 61 (com 43 mortos e 21 feridos).

Nestes 6 meses de operação do Fogo Cruzado em PE, julho registrou o maior número de tiroteios/disparos do período (139 notificações), somando 114 mortos e 54 feridos. O mês anterior, junho, foi o período com o maior número de feridos (62) registrados.

Durante os seis primeiros meses de atuação, o Fogo Cruzado PE registrou 745 notificações de tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife. Destes casos, 68,19% resultaram em vítimas fatais, 30,74 % em pessoas feridas e somente em 7,52% das notificações não houve vítimas.

Em seis meses, o Fogo Cruzado contabilizou 44 notificações de múltiplos homicídios na Região Metropolitana do Recife, com um total de 97 mortos e 16 feridos. Foram 36 casos de duplos homicídios, com 72 vítimas, e 08 triplos, somando 25 vítimas.

O Ibura registrou o maior número de tiros (26), o maior número de mortos (22) e também de feridos (12) neste período. Em seguida estão COHAB (Recife) com 25 notificações registradas, Piedade (17); Centro de Igarassu (13) e Cruz de Rebouças (12).

Entre abril e setembro de 2018 o Fogo Cruzado contabilizou 528 homens mortos por disparos de arma de fogo, uma média de 3 por dia, correspondente a 94,12% do total de mortes mapeadas. O mês de julho foi o mês com maior número de homens mortos (108). Nesses seis meses, 33 mulheres foram mortas por tiro na RMR, o que representa 5,88% do total de vítimas. O mês de agosto foi o mês com maior número de mulheres mortas por disparo de arma de fogo na RMR, com total de 10 vítimas, o que representou 12,8% do total de mortes do período.

Entre Abril e Setembro, o Fogo Cruzado registrou 273 feridos por arma de fogo na Região Metropolitana do Recife.  Foram 242 (88,64%) homens feridos e 29 (10,62%) mulheres feridas.

Em 6 meses de operação, o Fogo Cruzado registrou uma média de 6 adolescentes mortos a tiros por mês. Foram ao todo 36 mortos. Destes, 34 eram homens e 2 eram mulheres.

Em seis meses de operação, o Fogo Cruzado mapeou 22 adolescentes feridos, de um total de 273 pessoas feridas. Houve ainda 4 crianças feridas por arma de fogo na Região Metropolitana do Recife.

Nos primeiros 6 meses de atuação do Fogo Cruzado em PE, foram registrados 67 casos de disparos de arma de fogo dentro das residências das vítimas – ou 10% do total geral. Dos 58 mortos em casa, 06 eram mulheres (10%). e dos 19 feridos, 06 eram mulheres (32%). Ou seja, a proporção de mulheres assassinadas em seus lares é maior que a proporção de mulheres no total de pessoas assassinadas, que é de 6% para mortas e 11% para feridas.

Os dados dos primeiros seis meses do Fogo Cruzado em Pernambuco apontam que 5 policiais foram mortos a tiros na RMR. Todos eram homens e estavam fora de serviço. Os casos ocorreram em Abreu e Lima, Ipojuca, Camaragibe, Recife e Goiana. Outros 11 (onze) policiais foram feridos por disparos de arma de fogo ao longo do período.

Em seis meses, as operações policiais registradas pelo Fogo Cruzado deixaram ao menos 18 mortos e 40 feridos. Os municípios em que mais houve operações foram: Recife (30), Cabo de Santo Agostinho (6), Jaboatão dos Guararapes (6), Abreu e Lima (4) e Paulista (4).

Segundo os dados do Fogo Cruzado, entre abril e setembro de 2018, as áreas Integradas de Segurança 8 (Paulista), 6 (Jaboatão dos Guararapes) e 3 (Boa Viagem) concentraram 48,05% das notificações de disparos de arma de fogo, com um total de 264 mortos (47% do total) e 124 feridos (45% do total).

Deixe um Comentário





dezoito + seis =

Copy link
Powered by Social Snap