Número de tiroteios/disparos de arma de fogo também teve aumento

A plataforma Fogo Cruzado registrou 138 tiroteios/disparos de arma de fogo na região metropolitana do Recife em março de 2020, 6 a mais do que no mesmo período de 2019 (132). O número de pessoas baleadas aumentou 19% em comparação com o mesmo período do ano passado: foram 159 baleados (sendo 100 deles mortos) neste ano, e 134 baleados (sendo 85 mortos) em março de 2019. 

Entre 21 e 31 de março, com a limitação da circulação e exercício de atividades consideradas não essenciais em razão da pandemia causada pelo novo Coronavírus, a região metropolitana do Recife teve 54 tiroteios/disparos de arma de fogo. Ao todo, 67 pessoas foram baleadas no período de quarentena – 39 delas morreram. No período pré-quarentena (01 a 20 março): foram 84 tiroteios que deixaram 92 baleados – 61 deles morreram. Houve um aumento de 17% na média diária de tiroteios: no total, no período pré-quarentena houve média de 4 tiroteios por dia. Já no período de isolamento social, houve média de 5 tiroteios por dia.

Veja mais alguns detalhes sobre a violência armada no Grande Recife em março:

  • Em março de 2020, Recife liderou, mais uma vez, o ranking de municípios com mais tiros: foram 52 registros. Em seguida vem Jaboatão dos Guararapes (20), Cabo de Santo Agostinho (15), Olinda (15) e Igarassu (7). 
  • Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, liderou o ranking de bairros com o maior número de tiroteios/disparos de arma de fogo em março, com 5 registros. Em seguida vem Várzea (4) e Cohab (4), ambos em Recife.
  • Do total de tiroteios/disparos (138) neste mês, 67% resultaram em mortos (92), 39% em feridos (54) e em apenas 4% dos casos (5) não houve vítimas.
  • Do total de mortos em março (100), 97% eram homens (97) e 3% eram mulheres (3). Do total de feridos (59), 86% eram homens (51), 14% mulheres (8).
  • 21 pessoas foram baleadas dentro de residências na região metropolitana do Recife em março – 17 morreram (sendo 16 homens e 1 mulher) e 4 ficaram feridas (sendo 1 homem e 3 mulheres). O dado representa uma aumento de 110% em comparação com março de 2019, quando 10 pessoas foram baleadas nas mesmas circunstâncias – 7 morreram. Entre as vítimas deste ano, está Cristiano Melo de Lima, de 32 anos, morto a tiros após ter sua residência invadida enquanto bebia com familiares, no bairro Capibaribe, em São Lourenço da Mata, no dia 8. Na mesma ocasião, uma mulher que não foi identificada também foi baleada e levada ao hospital.
  • Houve 4 casos de homicídios múltiplos na região metropolitana do Recife em março: 12 pessoas morreram (11 homens e 1 mulher). Já no mesmo período de 2019, 6 pessoas foram mortas (3 homens e 3 mulheres) em 3 homicídios duplos. Entre as vítimas de março deste ano estão Robson José Faustino, de 37 anos, Genival Bernardo Xavier, de 45 anos e Silvio Inácio do Carmo, mortos a tiros em um prédio abandonado na Travessa Manoel Bezerra Neves, na Vila Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no dia 15. Ao todo, 5 pessoas foram mortas nesta mesma ocasião – 2 delas não foram identificadas.
  • 11 adolescentes (12 anos até 18 anos incompletos) e 3 idosos (a partir de 60 anos) foram baleados na região metropolitana do Recife em março – destes, 6 adolescentes e 2 idosos morreram. Entre as vítimas está Stephanie Chartantier, de 64 anos, morto a tiros numa tentativa de assalto na Rua Coronel Joaquim Cavalcanti, no bairro do Amparo, Olinda, no dia 25. Ele estava acompanhado de uma mulher que não sofreu ferimentos.
  • Em março, 8 pessoas foram vítimas de bala perdida no Grande Recife – 1 morreu. Pedro Henrique Gomes de Lima, de 14 anos, foi atingido por bala perdida na cabeça no momento em que saiu de casa, na Avenida José Fragoso, bairro da Charnequinha, no Cabo de Santo Agostinho, no dia 5.
  • 1 vendedora ambulante foi baleada neste terceiro mês do ano. Melissa de Brito Rocha, de 26 anos, foi baleada enquanto vendia lanches em Maranguape I, Paulista. Ela estava grávida de 9 meses e foi socorrida pela mãe que estava próximo ao local.
  • 3 pessoas foram baleadas dentro de bares no Grande Recife, 2 morreram. Entre as vítimas está Leandro Soares da Silva, de 33 anos, e Gilson Pereira da Silva, de idade não informada, baleados enquanto bebiam em uma praça, em San Martin, no Recife. Leandro não resistiu aos ferimentos e Gilson segue internado no hospital.

Deixe um Comentário





seis + 7 =