Houve 138 tiroteios/disparos que deixaram 142 pessoas baleadas

O mês de junho foi marcado pelo aumento nos indicadores da violência armada no Grande Recife. No período, a plataforma Fogo Cruzado registrou 138 tiroteios/disparos de arma de fogo na região. Este número representou um aumento de 41% em relação ao mesmo período do ano passado (98). Aumento semelhante teve o número de pessoas baleadas (42%): foram 142 pessoas atingidas por disparos de arma de fogo em junho de 2020 e 100 em junho do ano passado. Dentre os baleados, 96 pessoas morreram – 55% a mais do que o mesmo período de 2019, que teve 62 mortos. 

Veja mais alguns detalhes sobre a violência armada no Grande Recife em junho:

  • O município do Recife liderou o ranking de tiroteios/disparos de arma de fogo, com 64 registros, seguido de Jaboatão dos Guararapes (25), Cabo de Santo Agostinho (12) e Olinda (8).
  • No ranking dos bairros mais afetados por tiroteios, Coelhos, no Recife, ocupa o primeiro lugar com 7 tiroteios/disparos, seguido por Torrões (5), também no Recife, Muribeca (4), e Santo Aleixo (4), ambos no Jaboatão dos Guararapes.
  • No mês de junho, dos 138 tiroteios registrados, em apenas 10% não houve baleados. Em 65% dos registros (90) houve mortos e em 29% (40), feridos
  • Dentre o total de mortos no Grande Recife em junho (96), 93 eram homens e 3 mulheres. Entre os feridos (46), 40 eram homens e 6 mulheres. 
  • Houve aumento de 150% no número de adolescentes (12 anos até 18 anos incompletos) baleados: em junho de 2020, foram 107 mortos e 3 feridos – e no mesmo período do ano passado, 4 adolescentes foram baleados – todos morreram. Dentre os casos, o de Lucas Dias da Silva, de 16 anos, e a mãe dele, Rosângela Francisca Dias, mortos a tiros dentro de casa, em Água Fria, no Recife, no dia 29. Os dois estavam dormindo quando foram surpreendidos por homens que entraram atirando.
  • 13 pessoas foram baleadas dentro de residências em junho de 2020 – todas morreram. Thiago Jamerson da Silva Santos, de 24 anos, foi morto com mais de 20 tiros enquanto estava dormindo em casa, na Rua Alcides Teixeira, em Camaragibe, no dia 23. 
  • Houve 6 casos de homicídios múltiplos em junho, com 12 mortos no total – destes, 11 homens e 1 mulher. Em junho de 2019, foram 3 casos que deixaram 7 mortos no total. 
  • 2 pessoas foram baleadas dentro de bares – todas morreram. Entre as vítimas está Evelyn Leticia Alexandrino Sobral, de 18 anos, morta a tiros enquanto conversava com parentes em um bar na Rua 9, no bairro Malaquias, no Cabo de Santo Agostinho.
  • 1 agente de segurança* foi morto a tiros em junho. O Sargento da PM Gilson Dias da Cruz, de 53 anos, foi morto com vários tiros no Alto Santa Terezinha, em Recife, no dia 11.
  • 1 motorista de aplicativo foi baleado no mês de junho. Rui Pereira Cavalcanti, de 34 anos, foi morto a tiros na rua Arlinda Germano dos Santos, em São Lourenço da Mata.

*Utilizado apenas para agentes de segurança do Estado (PM, PC, PF, PRF, FFAA, Guardas Municipais, Bombeiros e Agentes Penitenciários) – em serviço, fora de serviço, aposentados e exonerados.


Para mais informações, favor contactar Rochelle Borges (81 9628-84)

Deixe um Comentário





nove + treze =