Também houve queda de 50% nos tiroteios com a participação de agentes

Em janeiro de 2021, a plataforma Fogo Cruzado registrou 134 tiroteios/disparos de arma de fogo no Grande Recife. O número é 7% menor que o registrado no mesmo período de 2020, quando houve 144 tiros. Janeiro também teve queda de 50% no número de tiroteios com a participação de agentes de segurança pública*. Foram 6 em janeiro de 2021 e 12 no mesmo período de 2020.

Ao todo, 142 pessoas foram baleadas no Grande Recife em janeiro: 87 morreram e 55 ficaram feridas. Houve queda de 8% no número de mortos e aumento de 37% no número de feridos comparado ao mesmo período de 2020, que teve 135 pessoas baleadas: 95 mortas e 40 feridas.

No relatório anual de 2020, o Fogo Cruzado chamou a atenção para a violência armada dentro de residências. A plataforma registrou aumento de 47% no número de baleados dentro de casa naquele ano em comparação com 2019: foram 212 baleados dentro de casa em todo o ano de 2020 e 144 baleados em todo ano de 2019. 

E no primeiro mês de 2021, ficar em casa ainda não foi seguro: 15 pessoas foram baleadas em residências (10 morreram e 5 ficaram feridas), um aumento de 50% em relação ao mesmo período de 2020, quando houve 10 baleadas (7 mortas e 3 feridas).

Entre os baleados estava Ramon Miranda de Carvalho, de 43 anos, vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) no dia 20 de janeiro, quando estava em casa, localizada no bairro Fragoso, em Paulista. 

Veja mais alguns detalhes sobre a violência armada no Grande Recife em janeiro:

  • No comparativo entre os meses de janeiro de 2019, 2020 e 2021, janeiro deste ano, com 134 registros, ficou na frente de janeiro de 2019, que teve 118 tiroteios, e atrás de janeiro de 2020, quando foram 144 registros. Entre os mortos, janeiro de 2021, que teve 87 vítimas, ficou atrás de janeiro de 2020, que registrou 95 mortos, e de janeiro de 2019, que teve 91 mortos. Entre os feridos, janeiro de 2021, com 55 registros, ficou na frente do mesmo período de 2020 e 2019, que tiveram, 40 e 47 feridos, respectivamente.
  • Recife, com 53 registros, liderou o ranking entre os municípios com mais tiros em janeiro de 2021. Em seguida vêm Jaboatão dos Guararapes (23), Olinda (12), Cabo de Santo Agostinho (8) e Camaragibe (7).
  • Jardim São Paulo, em Recife, e Peixinhos, em Olinda, foram os bairros com mais tiroteios em janeiro, com 4 registros cada. Em seguida, ficaram Dois Unidos, Ibura e Afogados, todos no Recife, com 3 registros cada. 
  • Em janeiro, o dia 6 teve o maior número de tiros e de mortos no Grande Recife, foram 11 tiroteios e 7 mortos registrados. Já o dia 19 teve mais feridos, foram 4 vítimas.
  • Dos 134 tiroteios/disparos de arma de fogo em janeiro no Grande Recife, em 64% houve mortos (86), em 37% houve feridos (49) e só em 4% dos casos não houve vítimas (6).
  • 1 agente de segurança* foi morto a tiros no Grande Recife em janeiro. A vítima era o policial rodoviário federal Eduardo Souza de Lima Júnior, de 37 anos, que foi morto a tiros no dia 10 em uma lanchonete no Alto do Mandu, na Zona Norte do Recife.
  • 1 vendedora ambulante foi morta a tiros em janeiro. Mônica Nascimento da Silva, foi morta a tiros no dia 25, quando estava com a filha, que não foi atingida, no Forte Orange, na Ilha de Itamaracá.
  • No mês de janeiro, 1 motorista de aplicativo foi morto a tiros. A vítima de 23 anos foi visitar a namorada no dia 17, quando foi morto a tiros na rua Severino Laurentino, no Alto da Maternidade, em Moreno.
  • Houve 2 casos de homicídios múltiplos em janeiro, com 4 mortos no total.
  • Do total de mortos no Grande Recife em janeiro (87), 82 eram homens e 5 mulheres. Entre os feridos (55), 46 eram homens, 5 eram mulheres e 4 não foram identificados.
  • Em janeiro de 2020, 1 criança**, 5 adolescentes*** e 3 idosos**** foram baleados, destes, 2 adolescentes morreram. Entre as vítimas estava um adolescente de 15 anos, morto a tiros quando estava na casa de parentes no dia 5, na rua Josita Almeida, no Sancho, Recife.
  • No mês de janeiro, 1 homem foi baleado em um bar, mas sobreviveu.
  • 1 homem foi morto a tiros dentro de um presídio. No dia 10, no Presídio Frei Damião de Bozzano, no Sancho, Recife.
  • 2 pessoas foram atingidas por bala perdida – 1 delas morreu. 

__
* Agentes de segurança incluem policiais civis, militares, federais, guardas municipais, agentes penitenciários, bombeiros e militares das forças armadas – na ativa, na reserva e reformados.

** Crianças (até 12 anos incompletos)

*** Adolescente: com idade entre 12 anos e 18 anos incompletos 

**** O Estatuto do Idoso considera idosos quem tem idade igual ou superior a 60 anos. 

Deixe um Comentário





11 + 16 =