Número de baleados aumentou 6%

Em fevereiro de 2020, a plataforma Fogo Cruzado registrou 120 tiroteios/disparos de arma de fogo na região metropolitana do Recife, apenas 1 a mais do que no mesmo período de 2019 (119). Apesar do número de disparos se manter estável, houve um aumento de 6% no número de pessoas baleadas em comparação com o mesmo período do ano passado: foram 130 baleados (sendo 71 deles mortos) neste ano, e 123 baleados (sendo 87 mortos) em fevereiro de 2019. 

Veja mais alguns detalhes sobre a violência armada no Grande Recife em fevereiro:

  • Neste segundo mês do ano Recife liderou, mais uma vez, o ranking de municípios com mais tiros: foram 55 registros. Em seguida vem Jaboatão dos Guararapes (16), Cabo de Santo Agostinho (13), São Lourenço da Mata (6) e Olinda (6). 
  • Ilha Joana Bezerra/Recife liderou o ranking de bairros com o maior número de tiroteios/disparos de arma de fogo em fevereiro, com 5 registros. Em seguida vem Pina/Recife (4), Centro/Araçoiaba (3), Brejo da Guabiraba/Recife (3), Charnequinha/Cabo de Santo Agostinho (3), Cohab/Recife (3) e Casa Amarela/Recife (3).
  • Do total de tiroteios/disparos (120) em fevereiro, 58% resultaram em mortos (69), 43% em feridos (51) e em apenas 7% dos casos (8) não houve vítimas.
  • Do total de mortos em fevereiro (71), 94% eram homens (67) e 6% eram mulheres (4). Do total de feridos (59), 92% eram homens (54), 7% mulheres (4) e em 1 caso o gênero da vítima não foi identificado.
  • 9 pessoas foram baleadas dentro de residências na região metropolitana do Recife este mês – todas morreram e eram homens. O dado representa uma queda de 18% em comparação com fevereiro de 2019, quando 12 pessoas foram baleadas nas mesmas circunstâncias – 10 morreram. Entre as vítimas deste ano, está Josy Xavier da Silva, de 37 anos, morto a tiros no quintal de sua residência, na Rua da Paz, no bairro do Espinheiro, em Itapissuma, no dia 4.
  • Houve 2 homicídios duplos na região metropolitana do Recife em fevereiro: 4 homens morreram. Já no mesmo período de 2019, 7 pessoas foram mortas (6 homens e 1 mulher) em 3 homicídios múltiplos. Entre as vítimas deste mês estão Flávio Cristiano da Silva, de 42 anos, e João Felipe nascimento Sousa Costa, de 30 anos, mortos a tiros na rua Príncipe da Beira, no Jiquiá, no dia 15. Eles foram atingidos quando estavam na frente de casa e 1 deles foi atingido por mais disparos ao tentar se esconder dentro da residência.
  • Neste mês, 2 crianças (até 12 anos incompletos) e 5 adolescentes (12 anos até 18 anos incompletos) foram baleados na região metropolitana do Recife – destes, 3 adolescentes morreram. Entre as vítimas está um adolescente não identificado, vítima de bala perdida durante um ataque a carro-forte no dia 12, no bairro de Jardim São Paulo, Recife.
  • Em fevereiro, 7 pessoas foram vítimas de bala perdida no Grande Recife – 1 delas morreu. Rafael Severino de Carvalho, de 24 anos, foi morto após ser atingido por bala perdida em um tiroteio na Avenida Central, no Barro, em Recife, no dia 19.
  • 1 vendedor ambulante foi morto neste segundo mês do ano. Eli Pereira de Castro, de 45 anos, foi morto a tiros na Estrada do TIP, em Muribara, São Lourenço da Mata, no dia 4.
  • 3 motoristas de aplicativo foram baleados no mês de fevereiro, na região Metropolitana do Recife – 2 deles morreram. Diego Franco Martins, de 33 anos, foi vítima de uma emboscada e morto a tiros na Rua Rio de Janeiro, em Candeias, Jaboatão dos Guararapes, no dia 18. 
  • Em fevereiro, 3 agentes de segurança foram baleados no Grande Recife – 2 deles morreram. No mesmo período de 2019, 2 agentes foram baleados – 1 deles não resistiu e faleceu. O ex-comissário da polícia, Diógenes Cândido Nunes, de 56 anos, foi morto a tiros em um prédio na rua Antônio Curado, no Engenho do Meio, Recife, no dia 15.

Deixe um Comentário





11 + 15 =