Por outro lado, houve uma diminuição de 50% no número de adolescentes baleados.

No mês de agosto, a plataforma Fogo Cruzado registrou 143 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife, indicando um aumento de 54% em comparação com o mesmo período de 2019, quando houve 93 registros. Ao todo, 173 pessoas foram baleadas em agosto (destas, 104 morreram e 69 ficaram feridas), 75% a mais que as 99 baleadas (77 morreram e 22 ficaram feridas) no mesmo período do ano anterior.

Do total de tiroteios mapeados em agosto (143), em 5 deles houve vítimas de bala perdida (2 pessoas morreram e 4 ficaram feridas). Já em agosto de 2019, teve um único caso que terminou com 1 morto por bala perdida. 

2 crianças (com idade inferior a 12 anos) e 4 adolescentes (com idade entre 12 anos e 18 anos incompletos) foram baleados em agosto, destes, 1 criança e 3 adolescentes morreram. Em comparação com o mesmo período de 2019, quando houve 2 crianças (todas mortas) e 8 adolescentes (todos mortos) baleados, agosto teve uma diminuição de 50% na quantidade de adolescentes baleados. Entre as vítimas está uma criança de 11 anos, ferida em uma chacina no dia 9 em Ipojuca, que resultou em cinco mortos e 12 feridos.

Veja mais alguns detalhes sobre a violência armada no Grande Recife em agosto:

  • O município do Recife, com 56 registros, liderou o ranking de tiroteios/disparos de arma de fogo, seguido de Jaboatão dos Guararapes (25), Olinda (12), São Lourenço da Mata (12) e Igarassu (10).
  • No ranking dos bairros mais afetados pela violência armada está Cohab, no Recife (5), seguido de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes (4), Nova Descoberta, em Recife (4), e Brasília Teimosa e Água Fria, ambos no Recife (3).
  • No total de mortos no Grande Recife em agosto (104), 98 eram homens e 6 mulheres. Entre os feridos (69), 64 eram homens e 5 mulheres. 
  • 4 pessoas foram baleadas quando estavam dentro de bares no Grande Recife – 3 morreram e 1 ficou ferida. Comparado ao mesmo período de 2019, quando 1 pessoa foi baleada, houve um aumento de 300% no número de vítimas. Em 23 de agosto, Arnaldo Lopes de Lima Júnior, de 37 anos, foi morto a tiros enquanto estava em um bar assistindo a um jogo de futebol, na Avenida Transamazônica, no bairro de Peixinhos, em Olinda.
  • Houve 6 casos de homicídios múltiplos em agosto, com 14 mortos no total – destes, 11 homens e 3 mulheres. Em agosto de 2019, houve 4 casos – que resultaram em 8 mortes nestas circunstâncias: 2 mulheres e 6 homens.
  • 5 pessoas foram baleadas dentro de presídios, nenhuma morreu. O caso ocorreu em 3 de agosto, durante uma briga no presídio Frei Damião de Bozzano, no dia 4.
  • 16 pessoas foram baleadas dentro de residências em agosto: destas, 14 morreram e 2 ficaram feridas. Comparado ao mesmo período de 2019, com 14 baleados, houve uma diminuição de 14% no número de baleados. Entre os casos desse mês está o de Mateus José Neves Felix, de 18 anos, que estava em casa quando ela foi invadida e foi atingido por diversos disparos. Mateus ainda tentou fugir, mas foi perseguido e morto.
  • No acumulado do ano – de janeiro até agosto -, o Fogo Cruzado registrou 1.173 tiroteios/disparos de arma de fogo no Grande Recife. Ao todo 1.286 pessoas foram baleadas: sendo 782 mortas e 504 feridas. Em comparação com o mesmo período de 2019 (897), este ano teve um aumento de 31% no número de tiroteios, 20% no número de mortos e 65% no número de feridos.



Deixe um Comentário





12 − nove =