Primeiro e último dias de 2018 tiveram criança e adolescente atingidos por bala perdida dentro de casa

Em 2018, o laboratório de dados Fogo Cruzado mapeou 38 casos de tiroteios/disparos de arma de fogo que atingiram casas e/ou pessoas em casa. Estes incidentes resultaram em 53 pessoas baleadas, das quais 30 não resistiram e morreram. O maior número de pessoas baleadas em casa na cidade do Rio (31), e em São Gonçalo (9). 

O primeiro caso do ano ocorreu quando a menina Luisa de Souza, de 7 anos, foi atingida por uma bala perdida quando brincava no quintal da casa da avó, na madrugada do dia 1º de janeiro, em Vigário de Geral, na Zona Norte do Rio. Luisa foi socorrida no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, também na Zona Norte, e foi liberada no mesmo dia.

O último caso do ano ocorreu com o adolescente Rafael de Andrade, de 15 anos, que foi baleado, também na casa da avó, em Pilares, na Zona Norte do Rio, na noite do dia 31 de dezembro.

Clique aqui e acesse o relatório com dados completos sobre 2018.

Deixe um Comentário





dois × quatro =

Copy link
Powered by Social Snap