7 pessoas ligadas à política foram baleadas no Grande Rio em 2019

Apenas um dos casos ocorreu fora da Baixada Fluminense

Houve em média um político baleado por mês na região metropolitana do Rio no primeiro semestre de 2019. Das 7 vítimas, 6 estavam em municípios da Baixada Fluminense. As pessoas foram baleadas em Nova Iguaçu (2), Belford Roxo (2), Japeri (1) e Magé (1). O outro caso foi em Maricá, município do Leste Metropolitano do Rio. 

O primeiro caso ocorreu em fevereiro, quando o candidato à Deputado Federal pelo Rio, Ruy da Padaria, foi morto a tiros no Marco II, em Nova Iguaçu. No mês seguinte, em 24/03, Wendel Coelho, vereador em Japeri, foi morto a tiros próximo à Praça Olavo Bilac, no bairro Engenheiro Pedreira no próprio município. Apenas dois dias depois, Bill da Piscina, vereador em Belford Roxo, foi baleado na Rua Emílio Fernandes, no bairro São José. 

No início de abril, em 06/04, Valdir Leitão, ex candidato a vereador em Nova Iguaçu, foi baleado no bairro Rancho Novo, no município. Em 2016, quando foi candidato a vereador, Valdir também teve sua casa atacada a tiros. No mesmo mês, em 11/04, Darcizinho, vereador em Magé, foi morto a tiros no Centro da cidade. 

Pouco mais de um mês depois, mais uma vítima: O jornalista Robson Giorno, pré-candidato a prefeitura de Maricá para as eleições de 2020, foi morto a tiros na porta de casa, na Avenida Prefeito Ivan Mundin, em Maricá. O caso mais recente ocorreu em 24/06, com o candidato a vereador Uilian Chaveiro, que foi morto a tiros na Estrada Doutor Farrula, em Vila Heliópolis, Belford Roxo. Uilian era também secretário executivo do ex-prefeito de Belford Roxo Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho.

Deixe um Comentário





dezessete + 13 =