Skip to content

Baixe o app

Seja um doador para o fogo cruzado

Mais de 300 agentes de segurança foram baleados na Região Metropolitana do Rio em 2018

Em 2018, o laboratório de dados Fogo Cruzado contabilizou 334 agentes de segurança baleados na Região Metropolitana do Rio, destes 113 morreram. O número representa uma queda de 10% em comparação com 2017, quando 372 agentes foram baleados – dos quais, 140 morreram.

A categoria “agentes de segurança” abrange policiais militares, policiais civis, guardas municipais, policiais federais, militares das forças armadas etc. Mas ainda assim, esse número geral de agentes encontra equivalência na queda registrada pelo levantamento da Comissão de Análise da Vitimização Policial da Polícia Militar do Rio, que mostrou que 92 PMs foram assassinados no Rio em 2018, 43% a menos do que os registros de 2017. Apesar de ainda alto, foi o menor número registrado nos últimos 24 anos.

Desmembrando os números de 2018, percebe-se que a cidade do Rio de Janeiro foi a região do Grande Rio onde mais agentes de segurança foram baleados no ano – Foram 195 –  seguido de São Gonçalo (31), Nova Iguaçu (19), Duque de Caxias (17), Belford Roxo (14) e Niterói (14).

AGENTES BALEADOS DURANTE A INTERVENÇÃO

Desde o decreto da Intervenção Federal de cunho militar no estado do Rio de Janeiro, em 16 de fevereiro de 2018, 96 agentes de segurança foram mortos e 183 feridos na Região Metropolitana. Antes da medida, do início do ano até a data do decreto, houve outros 17 agentes mortos e 38 feridos.

Durante o ano que passou, 156 agentes de segurança foram baleados  em serviço (durante patrulhamento, blitz, operação das forças de segurança, entre outras ações) – destes 26 morreram.

Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, o Rio de Janeiro concentra todas as mortes de oficiais militares das Forças Armadas em confronto. Em 2018, o Fogo Cruzado contabilizou 4 militares das forças armadas mortos e 3 feridos. Os casos em que militares foram mortos ocorreram nos Complexos do Alemão e Penha.

AGENTES BALEADOS EM ÁREAS DE UPP

Do número total de agentes baleados (334) em 2018, 54 foram feridos em áreas com Unidades de Polícia Pacificadora. As unidades da Rocinha (9), Complexo do Alemão (5), Macacos (4), Jacarezinho (4) e Providência (4) lideraram o ranking com mais agentes de segurança atingidos.

Vale pontuar, porém, que destas unidades citadas, as UPPs das regiões da Cidade de Deus, Mangueirinha, Batan, Vila Kennedy, Complexo do Lins, Camarista Méier, São Carlos/Mineira e Fallet/Fogueteiro/Coroa foram extintas durante o período da intervenção.

Clique aqui e acesse o relatório com dados completos sobre 2018.

Deixe um Comentário





4 × quatro =

Copy link
Powered by Social Snap