79% das vítimas foram feridas em São Gonçalo 

Por: Gabrielli Thomaz e Olivia Kerhsbaumer

No primeiro semestre de 2020, a plataforma Fogo Cruzado mapeou 1.040 pessoas baleadas na Região Metropolitana do Rio – destas 518 morreram. Do total de baleados neste período, 14 eram idosos* – só 4 deles sobreviveram. Em comparação com o primeiro semestre de 2019, houve uma queda de 30% no número de baleados. Naquele ano 20 idosos foram baleados – 12 deles morreram. 

Em 5 dos casos registrados este ano havia presença de agentes de segurança**, sendo ação policial o motivo que deixou mais idosos baleados (5), seguido de homicídio/tentativa (3), roubo/tentativa, (3) e disparo acidental (1). Em 2 dos casos registrados não havia informação sobre o motivo dos disparos.

Baleado no telhado de casa

No dia 8 de junho, Edmilson Veiga Delfin, de 60 anos, foi baleado enquanto limpava o telhado de casa, em Maricá, Leste Metropolitano do Rio. Ele morreu no local. No total, o Leste Metropolitano*** concentrou 79% dos casos de idosos baleados no Grande Rio e na lista de municípios estão São Gonçalo (10) – que foi o município mais letal para idosos em 2019 – e Rio de Janeiro (3). Além de Edmilson, o vice-presidente da escola de samba União da Ilha do Governador, Marcelo Vinhaes, de 60 anos, também foi baleado. Ele foi morto no dia 6 de março quando saída de um bar no Tauá, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, quando foi atingido pelos disparos.

Marcelo Vinhaes era vice-presidente da escola de samba União da Ilha do Governador. Foto: Foto: Reprodução / Facebook

*O Estatuto do Idoso considera idosos quem tem idade igual ou superior a 60 anos. 

** Presença de agentes: Situações em que são percebidas a presença de agentes de segurança durante o tiroteio/disparo. Exemplo: Operação, Ação, Assalto a agentes etc.

*** Leste Metropolitano é composto por: Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, Cachoeira de Macacu e Tanguá, que fazem parte da Região Metropolitana do Rio juntamente com os 13 municípios que compõem a Baixada Fluminense e a cidade do Rio de Janeiro.

2 comentários

  1. ANA PAULA DO NASCIMENTO VILELA em 10 de julho de 2020 às 12:17

    Parabéns ao “fogo cruzado” pelo texto, que é bem explicado.
    Esse aplicativo é muito bom!!

    • Fogo Cruzado em 10 de julho de 2020 às 14:45

      Obrigada Ana Paula! Esse incentivo é muito importante para nós. Ficamos felizes em poder contribuir com a sociedade do Rio de Janeiro, principalmente em situações tão delicadas como esta.

Deixe um Comentário





16 − 11 =