Skip to content

Fogo Cruzado é terceiro colocado no prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de DH

O Fogo Cruzado conquistou o terceiro lugar no 7° Prêmio Amaerj Patrícia Acioli de Direitos Humanos, na categoria “Práticas Humanísticas”. A cerimônia de premiação aconteceu na noite desta segunda-feira (12), no Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no Centro, e reuniu os finalistas desta edição: o “Banco de dados Leoneide Ferreira – iPenha“, a “Lei Maria da Penha nas escolas“, “A Janela” e o “Café das Fortes“.

A categoria “Práticas Humanísticas” visa contemplar “cidadãos e entidades que se destacam pela criação, planejamento, implementação e institucionalização de práticas voltadas para os Direitos Humanos e Cidadania”.

Sobre o Prêmio Patrícia Acioli:

Com objetivo de homenagear a memória da juíza Patrícia Acioli – assassinada em 2011 – e dar continuidade à luta da magistrada em prol da dignidade humana, a Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro criou, em 2012, o Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos.

A premiação tem o intuito de promover um mergulho no amplo universo dos Direitos Humanos e Cidadania, através do fortalecimento do diálogo entre o Judiciário e a sociedade. A Constituição garante a todos o direito à vida, à liberdade, à igualdade e à segurança. O objetivo do Prêmio é justamente defender que esses direitos sejam respeitados.

 

Deixe um Comentário





vinte − 9 =

Copy link
Powered by Social Snap