48 pessoas foram mortas em 10 episódios – 38 vítimas a mais em comparação com fevereiro de 2018, que teve 3 casos

Em fevereiro de 2019, o laboratório de dados sobre violência armada Fogo Cruzado mapeou 661 tiroteios/disparos de arma de fogo, uma média de 24 registros por dia. Houve aumento de 233% nos casos com 3 ou mais civis mortos em uma mesma situação no grande Rio. Foram 10 casos que resultaram em 48 mortos civis. O maior número registrado foi em uma operação no Fallet/Fogueteiro, região central do Rio, no dia 08/02, que terminou com 13 mortos civis. No mesmo período de 2018, foram 3 casos com 10 mortos no total.

Veja mais alguns detalhes sobre a violência armada no Grande Rio em fevereiro:

  • Entre os municípios da região metropolitana, a capital fluminense concentrou 59% dos registros de tiroteios do Grande Rio – foram 390 notificações, seguida de Belford Roxo (56), São Gonçalo (55), Duque de Caxias (43) e Niterói (38).
  • O Complexo do Alemão liderou a lista de bairros da região metropolitana com mais tiros: foram 41 registros – um aumento de 58% em relação ao mesmo período de 2018. O ranking segue com Vila Kennedy (24), Tijuca (22), Cidade de Deus (17) e Vicente de Carvalho (16).
  • O Complexo da Penha foi a área com UPP com o maior número de baleados em fevereiro – 1 morto e 9 feridos, em  23 tiroteios/disparos de arma de fogo. O vizinho Complexo do Alemão vem em seguida, com 7 baleados – 4 mortos e 3 feridos em 41 tiroteios.
  • Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve redução de 89% nas mortes de agentes de segurança por arma de fogo no Grande Rio. Foram 16 baleados – 1 morto e 15 feridos, em comparação com 23 baleados – sendo 9 mortos e 14 feridos, em fevereiro de 2018.
  • Em fevereiro deste ano, 14 pessoas foram vítimas de bala perdida no Grande Rio – 1 delas morreu. A vítima mais nova foi Jenifer Silene Gomes, de 11 anos, atingida no peito, durante tiroteio em operação policial no dia 16/02, em Triagem, zona norte do Rio.
  • A zona norte do Rio foi a região com o maior registro de tiroteios/disparos de arma de fogo este mês (239) – onde 61 pessoas foram baleadas, 25 delas morreram. No entanto, a Baixada Fluminense concentrou o maior número de mortos por arma de fogo (60), além de 18 feridos.
  • Em fevereiro, 9 adolescentes, 2 crianças e 7 idosos foram baleados na região metropolitana do Rio – destes, 7 adolescentes, 1 criança e 3 idosos morreram. Entre os idosos, 2 foram atingidos por bala perdida durante tiroteio em operação policial no Complexo da Penha, zona norte do Rio, no dia 16/02.

Deixe um Comentário





dezoito − onze =