Mapa Recife

Abril: violência armada na RMR aumentou 22% em relação ao mesmo período de 2018

Do total de tiros, 14 foram dentro de casa e deixaram 12 mortos e 2 feridos. O número de mortos em residências dobrou em relação ao mês de abril do ano passado.

O número de tiroteios/disparos de arma de fogo na região metropolitana do Recife aumentou  22% em relação ao mesmo período do ano anterior. Foram 133 notificações este mês – 24 a mais que abril de 2018. O mesmo comparativo também mostrou um acréscimo no número de mortos: foram 99 este ano e 86 no ano passado. Houve ainda 35 pessoas feridas, 16 notificações de tiros sem vítimas e 10 ocorrências com presença policial.

As cidades que tiveram maior número de tiroteios/disparos  foram Recife (44), Jaboatão dos Guararapes (28), Olinda (12), Cabo de Santo Agostinho (8), Goiana (7) e Camaragibe (6).

Durante o mês de abril, um homem foi morto a tiros dentro da Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá. Esta é a terceira morte por arma de fogo dentro de presídios na RMR em 2019. Houve ainda 2 pessoas baleadas dentro de penitenciárias neste ano. Em 2018, houve 2 mortos e 6 feridos em 5 ocorrências em estabelecimentos penais.

Veja mais detalhes dos dados consolidados no mês de abril:

    • Do total de mortos, 94,95% eram homens (94) e 5,05% mulheres (5).
    • Do total de feridos, 77,14% eram homens (27) e 22,86% mulheres (8).
    • Os municípios que apresentaram maior número de tiroteios/disparos foram: Recife (44), Jaboatão dos Guararapes (28), Olinda (12), Cabo de Santo Agostinho (8), Goiana (7) e Camaragibe (6).
    • Os bairros que apresentaram maior número de tiroteios/disparos  foram: Varzea/Recife (5), Prazeres/Jaboatão dos Guararapes e Ibura/Recife (4 cada), Jardim Brasil/Olinda, Barro/Recife, Tejucopapo/Goiana, Centro/Igarassu, Piedade/Jaboatão dos Guararapes e Cohab/Recife (3 cada).
    • Foram registrados 14 tiroteios/disparos dentro de residências, com 12 mortos e 2 feridos. Dentre as vítimas fatais, 3 eram adolescentes. O número de pessoas mortas dentro de casa dobrou em relação ao mês de abril de 2018, quando foram registradas 6 mortes.
    • Do total de tiroteios/disparos, 70,68% foram de vítimas fatais, 22,56% de feridos e em 12,03% das notificações registradas não houve vítimas.
    • Foram registrados 4 casos de múltiplos homicídios, com um total de 9 mortos – 7 homens e 2 mulheres. Foram 3 homicídios duplos e um homicídio triplo. Dentre as vítimas fatais, houve um um adolescente.

Deixe um Comentário





4 × cinco =