71% dos tiroteios em ações policiais na região resultaram em vítimas

A ADPF 635 entrou em vigor no Rio de Janeiro em junho de 2020, mas é preciso olhar com atenção seus efeitos no Leste Metropolitano. Desde a vigência da medida,  que estabelece a suspensão de operações policiais não urgentes em favelas do Rio durante a pandemia, o número de tiroteios com a presença de agentes de segurança na região caiu 26%. Porém, a proporção de tiroteios em que havia presença policial comparada ao total se manteve estável: 42% pós-APDF e 45% antes da medida. 

A letalidade nas ações policiais também se manteve estável e alta. Houve vítimas em 76% dos tiroteios ocorridos pré-ADPF e em 71% após a vigência.

Para a Diretora de Programas do Fogo Cruzado, isso acontece porque apesar de as operações serem limitadas, o modo como estas ações são feitas permanece o mesmo. “Observando os dados é possível notar que a ADPF não surtiu efeito sobre o resultado das ações e operações policiais, quando realizadas. Por isso é importante que o STF retome o debate sobre letalidade policial, no âmbito da ADPF e que foi suspenso com o pedido de vista do ministro Alexandre de Morais “, diz Maria Isabel Couto.  

A boa notícia fica por conta da redução expressiva no número de baleados: 24%. Apesar da queda, o Leste ainda é a região com o maior número de mortos e feridos por arma de fogo da região metropolitana. Em 1 ano pré ADPF 820 pessoas foram mortas ou feridas no Leste. Após a medida, 621

Números da Região

Entre os municípios do Leste em que mais houve tiroteios em ações policiais estão São Gonçalo (244), Niterói (85), Itaboraí (33), Maricá (20) e Tanguá (3). Sozinho, São Gonçalo contou com 67% dos tiroteios registrados em todo o Leste.

Já entre os bairros, os mais afetados por tiroteios com a presença de agentes e segurança foram Jardim Catarina (24) e Salgueiro (18) – ambos em São Gonçalo -, Fonseca (13) e Ingá (10) – ambos em Niterói -, e Guaxindiba (9), em São Gonçalo. Nos 3 bairros de São Gonçalo, mais da metade de todos os tiroteios registrados tinham presença de agentes.

* Região que abrange os municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, Cachoeira de Macacu e Tanguá

** Presença de Agentes: Situações em que são percebidas a presença de agentes de segurança durante o tiroteio/disparo. Exemplo: Operação, Ação, Assalto a agentes etc.

*** Período de um ano pré-ADPF 635: entre 6 de junho de 2019 até 5 de junho de 2020

*** Período de um ano pós-ADPF 635: entre 6 de junho de 2020 até 5 de junho de 2021

Deixe um Comentário





15 − 7 =