Dia de Natal (25) foi marcado pelo maior número de tiroteios e mortos do mês

Em dezembro, a plataforma Fogo Cruzado registrou 136 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife. Ao todo, 163 pessoas foram baleadas, 107 delas morreram. Houve um aumento de 46% no número de tiroteios/disparos de arma de fogo em comparação com o mesmo período de 2019 – quando foram 93 registros. O número de baleados em dezembro também teve um aumento de 57% em comparação com o mesmo período do ano anterior. No total, 163 pessoas foram baleadas – 107 delas morreram. Já em dezembro de 2019, 104 pessoas foram baleadas (65 morreram). 

Este mês, o dia de Natal foi marcado não só como um período de festas, mas como o dia de mais tiroteios/disparos de arma de fogo no Grande Recife. Foram 15 casos, com 17 mortos no total. Um dos casos, na madrugada do dia 25, a cabeleireira Anna Paula Porfírio dos Santos, de 45 anos, foi morta por dois tiros disparados pelo marido, Ademir Tavares de Oliveira, sargento reformado da PM, de 53 anos. Eles eram casados há 20 anos e tinham uma filha de 12 anos. O crime aconteceu após a ceia, no quarto do casal. A adolescente estava em casa no momento do crime, mas não foi atingida.

Veja mais alguns detalhes sobre a violência armada no Grande Recife em dezembro:

  • No acumulado de 2020 – de janeiro até dezembro – o Fogo Cruzado registrou 1.710 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife. No total, 1.914 pessoas foram baleadas, sendo 1.188 mortas e 726 feridas. Em comparação com o ano anterior (1.287), o total de tiroteios (1.709) é 33% maior. O número de baleados também subiu 38%: 1.914 em dezembro de 2020 e 1.389 em dezembro de 2019.
  • Recife foi o município que liderou mais uma vez o ranking com mais tiros (54), seguido de Jaboatão dos Guararapes (29), Olinda (13) e Cabo de Santo Agostinho (12).
  • Barra de Jangada, no Jaboatão dos Guararapes, foi o bairro com mais tiroteios em dezembro, com 5 registros. Em seguida, ficaram Ibura e Ilha Joana Bezerra, no Recife; Cavaleiro e Ponte dos Carvalhos, no Jaboatão, com 4 registros cada. 
  • Dos 136 tiroteios/disparos de arma de fogo em dezembro, na Região Metropolitana do Recife, 71% tiveram mortos (97), 33% deixaram feridos (45) e só em 4% dos casos não houve vítimas (5).
  • Do total de mortos (107), 93% eram homens (99) e 7% eram mulheres (7). Do total de feridos (56), 79% eram homens (44) e 9% mulheres (5).
  • 13 pessoas foram baleadas dentro de residências em dezembro: destas, 11 morreram e 2 ficaram feridas. Comparado ao mesmo período de 2019, houve um aumento de 8% no número de baleados, quando 12 pessoas foram atingidas. Entre as vítimas de dezembro de 2020, estão os irmãos Lindinaldo José Pereira, de 45 anos, e Celso Pereira Filho, de 37 anos, mortos a tiros dentro de casa na rua Beira Rio, no Jaboatão dos Guararapes, no dia 25.
  • 6 adolescentes (de 12 anos até 18 anos incompletos) e 1 idoso (a partir de 60 anos) foram baleados no Grande Recife em dezembro. Destes, 4 adolescentes e 1 idoso morreram. Entre as vítimas está uma adolescente de 17 anos, morta a tiros pelo seu namorado em Barra de Jangada, no Jaboatão dos Guararapes, no dia 10. 
  • Durante o mês de dezembro, houve 6 homicídios múltiplos na Região Metropolitana do Recife, que deixaram 16 mortos. O número representa um aumento de 500% nos casos e de 700% nos mortos em comparação com dezembro de 2019, quando houve 1 caso e 2 mortos 
  • 1 vendedor ambulante foi morto a tiros em dezembro. No mesmo período de 2019, 1 vendedor ambulante ficou ferido
  • 5 pessoas foram baleadas em bares no mês de dezembro – 3 morreram e 2 foram feridas. Comparado com dezembro de 2019, com 4 baleados – 2 mortos e 2 feridos – houve um aumento de 25%. Entre as vítimas, 2 homens identificados como Elielson Lopes Cunha da Silva, de 21 anos de idade, e Felipe Henrique da Silva, foram mortos e outros 2, ficaram feridos, após serem alvo de tiros durante ataque ao bar onde bebiam, na Zona Rural do Cabo de Santo Agostinho, no dia 27 de dezembro.

Deixe um Comentário





13 − 9 =