Um quarto do total de baleados no primeiro semestre estavam na Baixada

Por: Carlos Nhanga e Gabrielli Thomaz

No primeiro semestre de 2020, a plataforma Fogo Cruzado registrou 2.606 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Rio. Destes, 558 ocorreram na Baixada Fluminense* (21%), que ocupou a segunda posição entre as regiões com mais tiros, atrás somente da Zona Norte, na capital, que teve 892 tiroteios. 

A região também foi destaque no número de baleados: dos 1.040 registrados no Grande Rio (sendo 518 mortos), 266 ocorreram na Baixada: destes, 154 morreram. O total de baleados na Baixada representou 26% do registrado em todo o Grande Rio. Entre os 266 baleados na região, 6 eram crianças** e 5, adolescentes***. Houve ainda 7 pessoas vítimas de balas perdidas****. 

Políticos também foram alvo

A Baixada tem grande histórico de violência contra políticos. Neste primeiro semestre não foi diferentes. Neste período, 2 políticos foram mortos a tiros e um terceiro, apesar de ser alvo, conseguiu sair ileso. 

Ubirajara Moraes Pereira, ou Bira da Saúde, como era conhecido, foi morto a tiros na Rua Nair, no bairro Tiradentes, em São João de Meriti no dia 28 de março. Ele tinha 42 anos e foi candidato a vereador de São João de Meriti em 2016.

Do total de tiroteios/disparos de arma de fogo registrados na Baixada (558), em 150 (27%) houve presença de agentes de segurança***** na cena. Ao todo, 188 pessoas foram baleadas nestes casos, destas, 97 morreram.

Entre os 5 municípios com o maior número de tiroteios, Duque de Caxias ficou em primeiro lugar: foram 145 no total. Seguido de Belford Roxo (135), Nova Iguaçu (83), São João de Meriti (69) e Mesquita (41). Em segundo lugar no ranking de tiroteios, Belford Roxo teve o maior número de baleados: foram 57 – destes, 36 morreram.

Violência dentro de casa

Anna Carolina de Souza Neves, de 8 anos, morta por bala perdida dentro de casa

Durante o primeiro semestre do ano, 16 pessoas foram baleadas dentro de casa no Grande Rio – destas, 10 morreram. Deste total, 5 foram baleadas na Baixada Fluminense – 3 delas morreram. Anna Carolina de Souza Neves, de 5 anos, foi uma delas.

Em 10 de janeiro, ela estava sentada no sofá de sua casa, no bairro Parque Esperança, em Belford Roxo, quando foi atingida na cabeça por uma bala perdida. Ana chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu. Ela tinha 8 anos.

* A Baixada Fluminense abrange os municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, São João de Meriti e Seropédica.

** O Unicef considera crianças com idade inferior a 12 anos. 

*** O Unicef considera adolescentes com idade entre 12 anos e 18 anos incompletos.

**** “Vítima de bala perdida: a pessoa que não tinha nenhuma participação ou influência sobre o evento no qual houve disparo de arma de fogo, sendo, no entanto, atingida por projétil (ISP).

***** Presença de agentes: Situações em que são percebidas a presença de agentes de segurança durante o tiroteio/disparo. Exemplo: Operação, Ação, Assalto a agentes etc.

Deixe um Comentário





13 + quinze =